27.12.13

Uma diáspora algures

In http://3.bp.blogspot.com/-_Ugxx-Jy46w/TqmEvb_58QI/AAAAAAAAAhE/zjKKHrvEwgI/s1600/vidro_embaciado.jpg
Pelas veias, usando o sistema circulatório, o sangue traz aos quatro cantos do corpo o seminal estatuto de alma apaziguada por dentro de si. Os poros acondicionam o odor singular banhado na aurora radiosa, depois de deposta a noite. Sentia-se como se os braços chegassem a todas as partidas do mundo. Era como se fosse turista emérito e uma parte bastante do mundo tivesse sido caminhada nesse desiderato. E nem precisara de sair do lugar onde estava. Era seu lugar-tenente, um miradouro escondido na penumbra da paisagem. Ascendera à elevada tribuna de onde os olhos abrigavam a tutela das coisas todas, apartando as más das boas.
(Depois de refeitas as coordenadas, sempre tão subjetivas, que separam o mal do bem – e da medida que tinham para si, sem se importar que essa medida fosse imagem irradiada para os outros, ou imagem perfilhada por eles.)
Da diáspora que aspergia como centelha de generosidade, julgava que era uma reciprocidade perfeita. Dele viriam as coisas na sua bondade, ungidas pelas nómadas mãos. Às suas mãos, em forma de aluvião, viria o beneplácito das muitas terras demandadas. Uma aprendizagem de dois sentidos, em demissão dos lúgubres pesares, das indigências quotidianas no pulsar urbano, da tacanhez abraçada à rudeza de modos. Era o tempo de despedaçar o pessimismo diletante que ou era estreiteza de modos, ou era séquito onde afivelava o esconderijo das aleivosias dos outros.
E de sempre se julgar ilha, uma ilha distante e que queria inacessível, agora limpava o olhar. Que se desembaciava. Não era ilha jamais. Descamisara-se dos insondáveis vapores que prometiam idílicas paisagens, todavia apenas visitadas em nevoeiros sonhos. Agora era uma terra inteira. Julgava-se plataforma continental, com toda a largueza que se diz de um continente, as costas amplas para nelas trazer o mundo inteiro sem se arquear. Apalavrara o irredentismo depois de assentar os alicerces da diáspora que viera por seus dedos.
Não sabia se estava preparado para a função. Ser largo guarda-chuva onde se apartam as emoções de tantos personagens não prometia acessível empreitada. Mas isso não importava.

Sem comentários: